20090705

cântico do azul petróleo

quando te levantas mais cedo, consegues fazer mais coisas.
e das coisas que irás fazer certamente algumas delas serão memória para os dias seguintes.

deste fim de semana levo gravada a tonalidade tão sóbria do azul petróleo que encontrei no Guincho. cheguei lá às 7h00 da manhã com o meu irmão e as nuvens que partem da altitude da serra de Sintra já lá estavam a flutuar. praticamente não havia vento.

essa combinação de variáveis conferia à água a sobriedade pela cor, característica da qual me lembrarei nos momentos em que faça uma pausa no escritório e olhe pela janela.

- Zé, olha só a cor que a água tem, tipo azul petróleo. que espectáculo.

viemos embora de lá à hora a que teve de ser, e viemos pela Marginal, apenas a comtemplar.

Os dias de nebulosidade não são necessariamente feios. são dias para se ficar a conhecer a cor azul petróleo.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

música para pensar:

canto de embalar - Carlos Paredes
rádiot - Dead Combo
Hallowed be thy name - Iron Maiden
People Get Ready - Eva Cassidy

3 comentários:

  1. Grande Zé!!! São este tipo de coisas que nunca mais esquecemos... AZUL PETRÓLEO!

    ResponderEliminar
  2. ola olha o blog ta muito fixe!!!!!!

    ResponderEliminar
  3. Hello Luis,
    a few month ago, i met you at the beach. I would like to visit your factory and perhaps you can shape me a new surfboard.
    Where is your factory in parede?
    Please send me a message: kaiadam78@gmail.com

    Best regards,
    Kai

    ResponderEliminar